segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Lá em casa...

Tinha uma cerca de madeira envelhecida e um enorme espaço verde...
Lá dentro tudo acontecia, desde árvores que nunca foram plantadas crescerem até gatos canibais.
Era um mundo mágico, onde havia espaço suficiente para sonhar e viver tranquilamente...
De manhã se ouvia o canto de pássaros que não existiam...porque quando eu ía lá fora procurar por eles, eles nunca estavam...
Teve uma vez, uma só, que eu vi um grande pássaro preto que achei lindo...mas falavam que era feio e trazia má sorte...eu acreditei...
Um dia a gente estava brincando no quintal, quando papai disse que poderíamos ter um animalzinho..
Fiquei tão feliz...já fazia tempo que a Laila tinha morrido e precisávamos de companheirinhos de aventuras...
Fomos até a casa da Neurídes...uma vizinha da minha vó...e ela tinha uma caixa de papelão com quatro filhotes, que convencemos papai a levar para casa...
Foi assim que conhecemos Cecê, Naná, Gugu e Dedé....

CONTINUA...

2 comentários:

  1. Gostei da sua narativa neste pot em relatas uma de suas marcantes histórias do tempo em que era criança, parabéns feliz 2011...

    ResponderExcluir